Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Scientia Plena Jovem?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

A revista Scientia Plena Jovem propõe que em suas publicações a linguagem do aluno possa ser empregada na descrição do trabalho científico, além de sua estrutura ser voltada para a leitura e estudo dos próprios alunos e profissionais de todas as áreas. Para tanto, sugere-se o uso do Discurso do Sujeito Coletivo para redigir o artigo.

 

Discurso do Sujeito Coletivo

 

O Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) é uma técnica para redação de único texto a partir de vários discursos de determinado grupo. O DSC consiste na reunião de expressões chaves, ideias centrais e ancoragem do grupo por um facilitador, que irá reunir e analisar os discursos redigindo uma síntese fiel do discurso do grupo.

Na presente proposta o DSC, será utilizado para que um grupo de até 15 alunos do ensino fundamental ou médio produza um artigo científico, orientado por um ou dois professores. O professor será o facilitador, analisando os diferentes discursos do grupo de alunos, reunindo as expressões chave e as ideias centrais num discurso síntese, ao analisar as ideias centrais contidas nos discursos dos alunos o professor identificará a teoria ou ideologia contida no discurso de seus alunos, o professor/facilitador deve ser o mais imparcial e fiel possível ao discurso de seus alunos evitando interferências no DSC que será o texto do artigo, reunindo assim as ideias centrais e a ancoragem com fidelidade de sentido, e mantendo a linguagem da faixa etária do grupo.

 

 

Política Editorial

 

A Ciência na Escola publica em português, com abstract em inglês incluído em regime de fluxo contínuo. Os originais serão encaminhados ao editor-chefe que os distribuirá para os editores de área, os quais escolhem dois consultores ad-hoc para a avaliação. Após a avaliação as respostas serão encaminhadas aos autores indicando o interesse (ou não) da revista e as sugestões de alteração (caso necessárias) para sua publicação. A versão definitiva do autor (após encaminhada) será formatada, revisada, diagramada e ilustrada (caso seja necessário) de acordo com o formato da revista, podendo ser também adaptados gráficos para a forma de infográficos. Essa versão será encaminhada ao autor principal para que este dê a aprovação final para a publicação.

 

 

 

Estrutura do artigo

 

      Um ou dois professores escolherão uma turma de, no máximo, 15 alunos do ensino fundamental ou médio, com a qual irá trabalhar. Como a proposta da presente revista é a de levar o pensamento científico a crianças e jovens, o(s) professor(s) irá propor aos alunos que estes elaborem um artigo científico em grupo. O professor/facilitador primeiramente apresentará aos alunos temas e leituras de cunho científico.  Familiarizados com os assuntos os alunos poderão escolher o tema do trabalho, o professor então os instruirá sobre como realizar um levantamento bibliográfico e identificar textos científicos. Nas atividades seguintes os alunos irão definir seus objetivos e dar inicio a fundamentação teórica do trabalho, que irá compor a introdução do artigo. No desenvolvimento do trabalho é preferível que o professor organize dinâmicas de grupo como debates, para que todo o processo seja realizado em equipe pelos alunos. Realizadas as atividades da pesquisa os alunos irão registrar de forma livre a sua produção científica. Ao final o professor irá reunir corrigir e enquadrar nas normas da revista, sendo fiel no sentido de manter no artigo a linguagem do aluno.

            

Revista Scientia Plena Jovem aceita para publicação artigos, resenhas, material didático e relato de experiência. Não serão aceitos artigos escritos somente por alunos de outro nível de ensino (graduação e pós graduação), com exceção da resenha, do material didático e do relato de experiência.

 

1) Artigo cientifico

O manuscrito será submetido sem erros, no site da revista, em fonte Times New Roman, corpo do texto com tamanho 12, espaçamento 1,5, com margem de 3,5 cm e 2,5 cm, justificado, e redigido na primeira pessoa do plural. Os títulos e subtítulos do manuscrito deverão estar em negrito, primeira letra maiúscula, seguida de minúsculas, sem numeração, separados do parágrafo seguinte por um espaço. E as páginas com numeração no cabeçalho à direita, exceto a primeira página. 

O conteúdo do manuscrito deverá ser organizado na seguinte sequência:

A primeira página deve conter:

O título; O nome do(s) autor(es) em ordem alfabética de sobrenome seguido das iniciais, e o nome dos professores facilitadores (de acordo com a regra anterior), a instituição de vínculo e o e-mail do(s) professor(es). Vale lembrar que são 15 autores, no máximo. Resumo em português, de no máximo 800 caracteres. O resumo deve conter uma abordagem geral do tema, dos objetivos, de parte dos resultados e conclusões. Seguido de palavras-chave em português, que deverão ser no máximo 3. É preferível que o resumo seja a última tarefa realizada pelo grupo. Abstract em inglês seguido de palavras-chave em inglês (que poderá ser feito pela equipe da revista quando necessário);

 As páginas seguintes devem conter:

Introdução - neste item os alunos irão apresentar o tema estudado, destacar a importância do tema, os objetivos do trabalho e as principais ideias/autores que serviram de base para o projeto. Sugere-se para a produção da introdução que o professor reúna a turma e lhe explique os padrões de um texto científico, e solicite que os alunos pesquisem em artigos científicos e livros os temas de seu interesse. Materiais e métodos - os alunos devem listar os materiais a serem utilizados e descrever os métodos seguidos para alcançar seus resultados. Resultados e discussão - neste item os alunos farão uma síntese do que discutiram em grupo e dos resultados que foram alcançados. Tais resultados podem ser expressos oralmente, em textos, tabelas, desenhos ou gráficos. Para tanto o trabalho deverá ser desenvolvido em grupo, de preferência com o acompanhamento do professor em todas as etapas, sejam estas experimentais ou não, realizadas em sala ou em campo. No caso de expressão oral, sugere-se o uso de gravadores para que o professor possa mais tarde avaliar e reavaliar os discursos dos alunos; Considerações Finais - neste item os alunos irão finalizar o trabalho expondo suas considerações sobre o que foi desenvolvido e se os objetivos e resultados esperados foram alcançados; Agradecimentos - neste item a turma irá prestar alguma homenagem ou agradecimento a quem considerarem gratos, por de alguma forma ter contribuído para seu êxito no desenvolvimento da pesquisa; Referências Bibliográficas – neste item os alunos irão listar todos os livros e artigos aos quais recorreram durante o desenvolvimento da pesquisa.

Recomendações finais

Os artigos devem ser realizados necessariamente por grupo de alunos com a participação de professor(es), não sendo aceitos trabalhos feitos apenas por professores ou apenas por alunos. Esses manuscritos devem possuir a linguagem do(s) aluno(os), sendo o professor apenas um facilitador que se utiliza do artifício do Discurso do Sujeito Coletivo, obedecendo os critérios científicos e as normas da metodologia científica. Lembrando também que os trabalhos deverão ser originais.

A publicação de artigos está condicionada a pareceres de membros do Conselho Editorial ou de colaboradores ad hoc. A seleção de artigos para publicação toma como critérios básicos sua contribuição à educação e ao escopo da Revista, a originalidade do tema ou do tratamento dado a ele, assim como a consistência teórico-metodológica. Eventuais modificações de estrutura ou de conteúdo, sugeridas pelos pareceristas ou pela Comissão Editorial, só serão incorporadas mediante concordância dos autores.

 

2) Estrutura da Resenha

As Resenhas não devem ultrapassar 10 mil caracteres com espaços (texto completo). É indispensável a indicação da referência bibliográfica completa da obra resenhada. A digitação e a formatação devem obedecer à mesma orientação dada para os artigos.

 

3) Estrutura do Material Didático

Na seção Material Didático os artigos não devem ultrapassar 20 mil caracteres com espaços. O texto tem estrutura diferenciada dos artigos convencionais, devendo ser apresentado na seguinte forma: Título; Resumo e Abstract – obedecendo as normas de formatação da revista; Introdução – breve abordagem do assunto, contendo somente as informações necessárias do conteúdo referente ao material; Descrição do Material – relação dos recursos e métodos necessários para produção do material proposto, deve vir ilustrada com desenhos e/ou fotografias; Aplicação do Material – regras (em caso de jogos) e sugestões para aplicação do material por outros professores; Referências Bibliográficas -  obedecendo-se as normas de formatação da revista; Anexos – quando houver necessidade de figuras para impressão como parte do material didático proposto.

 

4) ESTRUTURA DO RELATO DE EXPERIÊNCIA

Estudos que descrevam vivências individuais ou de grupos, relacionadas a descrição e análise de experiências desenvolvidas em ambientes educacionais. Deve conter as estratégias de intervenções e ressaltar a sua eficácia e contribuição para a educação, assim como a análise de implicações conceituais. Os relatos podem ser apresentados sob as seguintes perspectivas: i) A Escola e a Sala de Aula; ii) A voz dos professores; e iii) A voz dos alunos.

O conteúdo deve ser apresentado de forma a contemplar: Título; Resumo e Abstract – obedecendo as normas de formatação da revista; Introdução - apresentação do aporte teórico, problemática, objetivos e justificativa; Metodologia - materiais e métodos, descrição dos procedimentos e do contexto (espaço e tempo); Resultados da experiência - relata-se a experiência à luz de uma teoria ou de conceitos que possam fundamentar as observações sistematizadas. É interessante apresentar a avaliação da experiência, incluindo tanto os aspectos considerados positivos quanto os que forem considerados negativos, tendo em vista que ambos são igualmente importantes nos processos avaliativos. É importante destacar o valor dessa experiência para o campo educacional; Considerações Finais - síntese das conclusões mais relevantes. Referências -  obedecendo-se as normas da ABNT; Apêndices - elemento opcional - “Texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar o texto principal” (com base na ABNT); - Anexos - elemento opcional, “texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração” (com base na ABNT).

- Limitado a no mínimo 6 laudas e máximo de 10 laudas (incluindo resumos, tabelas, figuras, referências).

 

Orientação para a formatação dos textos (Artigos, Resenhas, Material Didático e Relato de experiência)

1. Digitar todo o texto na fonte Times New Roman, tamanho 12, entrelinha 1,5, sem fontes ou atributos diferentes para títulos e seções.

2. Utilizar letras maiúsculas em negrito para o título principal; nos subtítulos das seções negrito e primeira letra maiúscula, seguida de minúsculas.

3. Para ênfase ou destaque, no interior do texto, utilizar apenas itálico; assinalar os parágrafos com um único toque de tabulação e dar Enter apenas no final do parágrafo.

4. Separar títulos de seções, nome do autor etc. do texto principal com um duplo Enter.

 

 

 

Orientações para a aplicação das Normas da ABNT nas Referências Bibliográficas

1. Livros: sobrenome do autor (Maiúscula)/VÍRGULA/Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/PONTO/Título da obra (em itálico)/DOIS PONTOS (se houver subtítulo)/Subtítulo (se houver)/PONTO/Edição, de forma abreviada e se não for a primeira/PONTO/Local da publicação/DOIS PONTOS/ESPAÇO/Editora/VÍRGULA/Data de publicação/PONTO

Exemplo: APPLE, M.W. Educação e poder. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

2. Artigos: sobrenome do autor (Maiúscula)/VÍRGULA/Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/(SE HOUVER OUTRO AUTOR, REPETIR ESTA OPERAÇÃO SEPARANDO OS NOMES ATRAVÉS DE PONTO E VÍRGULA)/PONTO/Título do artigo/PONTO/Título do periódico (em itálico)/VÍRGULA/Local (sede de publicação da revista)/DOIS PONTOS/Entidade à qual a revista é vinculada/PONTO E VÍRGULA/Local da publicação/DOIS PONTOS/Editora/VÍRGULA/Volume do periódico (se houver)/VÍRGULA/Número do periódico/VÍRGULA/Páginas correspondentes ao artigo/VÍRGULA/Mês (abreviado)/Data de publicação/PONTO.

Exemplo: ZAGO, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro: ANPEd; Campinas: Autores Associados, v. 11, n. 32, p. 226-237, maio/ago. 2006.

3. Coletâneas: sobrenome do autor do capítulo (Maiúscula)/VÍRGULA/Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/PONTO/Título do capítulo/PONTO/Escrever “In:”/ Sobrenome do organizador (Maiúscula)/VÍRGULA/Iniciais do nome do organizador (SE HOUVER OUTRO ORGANIZADOR, REPETIR ESTA OPERAÇÃO SEPARANDO OS NOMES ATRAVÉS DE PONTO E VÍRGULA)/ Escrever, quando for o caso, “(Org.)”/PONTO/Título da coletânea (em itálico)/DOIS PONTOS (se houver subtítulo)/Subtítulo (se houver)/PONTO/Edição, de forma abreviada e se não for a primeira/PONTO/Local da publicação/DOIS PONTOS, ESPAÇO/Nome da editora/PONTO/Nome do tradutor, quando houver/VÍRGULA/Data de publicação/PONTO.

Exemplo: ROMÃO, J. E. Alfabetizar para libertar. In: GADOTTI, Moacir; TORRES, Carlos A. (Orgs.). Educação popular: utopia latino-americana. São Paulo: Cortez, 1994.

4. Teses: sobrenome do autor (Maiúscula)/VÍRGULA/ Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/PONTO/Título da obra (em itálico)/DOIS PONTOS (se houver subtítulo)/Subtítulo (se houver)/PONTO/Data da defesa/PONTO/Número de folhas/PONTO/Grau acadêmico a que se refere/TRAVESSÃO/Instituição onde foi apresentada/VÍRGULA/Local da publicação/PONTO.

Exemplo: BARREIRA, L. História e historiografia: as escritas recentes da história da educação brasileira (1971-1988). 1995. 220f. Tese (Doutorado em História da Educação) – UNICAMP, Campinas.

5. Trabalhos apresentados em congressos: sobrenome do autor (Maiúscula)/VÍRGULA/Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/PONTO/Título do trabalho apresentado/PONTO/Escrever “In:”/nome do evento(Maiúscula)/VÍRGULA/numeração do evento (se houver)/PONTO/VÍRGULA/Data de publicação/VÍRGULA/Local de realização/PONTO/Título do documento/Local de realização/DOIS PONTOS/Editora/VÍRGULA/Período de realização do evento/VÍRGULA/Mês (abreviado)/data de publicação/PONTO/página inicial e final da parte referenciada/PONTO.

Exemplo: MALDONADO FILHO, E. A transformação de valores em preço de produção e o fenômeno da absorção e liberação de capital produtivo. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 15., 1975, Salvador. Anais… Salvador: ANPEC, 1-4, dez. 1975. p. 157-75.

6. Trabalhos em meio eletrônico: sobrenome do autor (Maiúscula)/ VÍRGULA/Seguido do nome abreviado (Maiúscula e Minúscula)/PONTO/Título/ PONTO/Título do Periódico (em itálico)/VÍRGULA/Local da publicação/DOIS PONTOS/Entidade a qual a revista é vinculada/PONTO E VÍRGULA/Editora/VÍRGULA/Volume do periódico/VÍRGULA/Número do periódico/VÍRGULA/Data de publicação/PONTO/Disponível em/DOIS PONTOS/endereço eletrônico (entre os sinais < >)/PONTO/acesso em/DOIS PONTOS/data da consulta/PONTO.

Exemplo: SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro: ANPEd; Autores Associados, v. 14, n. 40, jan./abr. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413--24782009000100012&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 01 mar. 2011.

 

 

Recomendações finais

 

            Os trabalhos devem ser realizados necessariamente por grupo de alunos com a participação de professor(es) , não sendo aceitos trabalhos feitos apenas por professores ou apenas por alunos. Esses manuscritos devem possuir a linguagem do(s) aluno(os) sendo o professor apenas um facilitador que se utiliza do artifício do Discurso do Sujeito Coletivo, obedecendo os critérios científicos e as normas da metodologia científica. Lembrando também que os trabalhos deverão ser originais.

            

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. O texto precisa ser necessariamente original e inédito. No entanto, o tema do trabalho não precisa ter essas características. O trabalho pode tratar de assunto já conhecido cientificamente, mas envolvendo diretamente a prática realizada por alunos com a facilitação de professores. Os trabalhos podem ser experimentais ou de revisão bibliográfica.
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Declaração de Direito Autoral


Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre).

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.